Resorts All Inclusive: porque eu adoro!

Postado por Administrador Cadê a Gi? em

Oi Viajantes,

Conheço algumas pessoas que nunca foram mas mesmo assim falam mal de resorts com sistema all inclusive. Que é um desperdício, que é caro demais, que não vale a pena etc. Você acha isso também? Eu tenho uma opinião simples e direta sobre o assunto, dá uma lida. 

Bem, eu adoooooro o sistema all inclusive porque ele é ótimo para relaxar. Não vou a resorts com esse tipo de pensão com a intenção de me esbaldar, meter o pé na jaca, comer ou beber até explodir rs, não é isso, mas é pela sensação de relaxamento e tranquilidade que esse sistema proporciona.

É um tempo que você simplesmente não se preocupa com nada. Se a criança está com fome, vai no restaurante e come alguma coisa, você está com sede, simplesmente pega sua água de coco e volta pra espreguiçadeira. Quer relaxar, faz uma massagem. 

Não é que você não faria isso em outro tipo de hotel, mas aquela pulguinha atrás da orelha, aquele olhar mesmo sem querer pra lateral direita do cardápio, o pensamento vem: “puxa, R$10,00 uma água de coco que absurdo!”. Você bebe, claro, mas dá aquela dorzinha, lá no fundo. Já no sistema all inclusive, você já pagou mesmo por umas 20 águas de coco nesse valor, mas estava lá tudo incluído, incluído no preço, rs mas já foi, já tá na conta e aí você não sente... você fica relaxado para aproveitar, sem pen$ar.

Se é all inclusive mesmo, terá todas as bebidas e petiscos o dia tooooodo liberado. Pra quem gosta de drinks é muito bom, vale super a pena e realmente compen$$a. Pra quem não gosta(como eu), também vale a pena, fico nos camarões, na água de coco, no sorvete...

Tudo bem, que você relaxa até chegar o cartão de crédito para pagar aquele parcelamento da viagem, mas pelos menos o relax foi geral no tempinho que passou no resort. E se o objetivo era esse, o preço compensou.

É tão bom acordar e ter aquele cafezão da manhã disponível, vou pra praia, na hora do almoço não me preocupo onde vou comer, já está lá tudo de bandeja. Aí  relaxo na piscina. No finzinho da tarde vou pro quarto, tomo um banho leio um pouco ou vejo TV, me arrumo e vou jantar logo ali a alguns passos do quarto. No máximo tive que reservar de manhã um restaurante temático, senão, como no restaurante principal mesmo. Caminho um pouco, vou assistir o show noturno e depois cama. Pro dia seguinte fazer essa rotina toda de novo. Estafante? rs rs nem um pouco, né não?

Agora, com toda a sinceridade acho realmente desperdício ficar em all inclusive em lugares que tem milhares de passeios pra fazer. Porque se vou ficar o dia todo fora, não vou aproveitar o melhor que o resort oferece. Eu acho  mais produtivo ficar num hotel normal durante uns dias, fazer todos os passeios e depois, se for o caso, pegar uns dias de resort para descansar, relaxar e aproveitá-lo.

Aconteceu isso em Bayahibe - Punta Cana. Eu já sabia que os passeios eram na maioria mais perto de Bayahibe, então ficamos 3 noites por lá num flat bem perto do centrinho, fizemos muitos passeios e depois fomos para um resort em Punta Cana e ficamos somente aproveitando o resort por mais 3 noites. Perfeito.

Já no Carnaval, que a gente não gosta muito, fugimos dos blocos e tumulto do Rio de Janeiro. Geralmente vamos para um resort no nordeste. Nossa viagem não é Maceió, Recife ou Salvador, nossa viagem é o Resort X que fica perto de tal cidade. O objetivo nesse caso, é pegar o avião, ir pro resort, relaxar, aproveitar a praia, o sol, a mordomia e praticidade de estar ali, com tudo num único lugar. Depois pegar o avião de volta renovado e querendo mais rs.

 

Dicas de checkin e chekcout : 

Uma coisa legal em vários resorts é que apesar do checkin ser a tarde geralmente entre 14h-16h, mesmo a gente chegando antes desse horário, podemos usufruir das comodidades e infraestrutura do resort, porém sem entrar no quarto.

Já sabendo que provavelmente isso acontecerá, levo uma mochila com nossos chinelos, biquini/sungas, shorts e protetor solar para chegar no resort, trocar a roupa no vestiário da piscina e aproveitar tudo que temos direito. Sem precisar mexer em mala e ter, que necessariamente, passar no nosso quarto para trocar de roupa. As bagagens ficam na recepção, separadas, a gente não recebe a chave do quarto na hora, mas já podemos almoçar, brincar na praia, piscina e depois na hora permitida, a gente pega as malas e leva pro quarto, mas o dia já foi aproveitado desde a chegada.

Vale lembrar que isso não é regra geral. Existem resorts que só permitem que você fique na piscina, a parte da comida/bebida não fica liberada. Você ganha uma pulseirinha diferente e depois da hora do checkin tem que voltar na recepção e trocar pela definitiva. Eu sinceramente acho isso uma mesquinharia por parte desse tipo de hotel, mas cada um com suas regras e a gente não precisa concordar, mas respeitar.

O mesmo vale pro checkout, as vezes temos que liberar o quarto até as 11h-12h. Geralmente dá para adiar um pouquinho até as 13h-14h, mas nem sempre é possível porque o quarto deve ser limpo e liberado pra o próximo cliente. Então eu procuro comprar um vôo de volta pensando no tempo do checkout e no tempo de translado até o aeroporto para encaixar os horários.

Pra mim é isso: resort all inclusive é uma viagem, um destino. É um local pra se deixar ficar e se cansar de tanto descansar. E você, mudou sua opinião ou ainda acha que é um exagero?

Bem, precisando de acessórios para sua viagem a Cadê a Gi está aqui a um clique para ajudar a facilitar a sua próxima viagem. Passa lá.


Compartilhe esta postagem



← Postagem anterior Postagem seguinte →


  • Também adoramos resorts. Muito amigos dizem que é dinheiro desperdiçado, mas o que levar dessa vida que não sejam as boas experiências vividas? Aprovado!

    Luan Mauricio em

Gostou? Deixe um comentário 😉

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados. A data de publicação será a data de aprovação.